APARELHOS AUDITIVOS FUNCIONAM?
25/07/2019
DOR DE CABEÇA
08/08/2019
Show all

O QUE É BOM PARA A VOZ CANTADA?

Hidratação é fundamental! E beber muita água, nebulizações e soro no nariz são obrigatórios para cantar.

Os órgãos responsáveis pelo canto devem ser avaliados pelo OTORRINOLARINGOLOGISTA, que começa o exame pelos pulmões, órgãos que dão o ar para as cordas vocais vibrarem. Importante observar que o tipo de respiração não pode ser levantando os ombros e isto é fácil de se corrigir.

Em seguida, as cordas vocais vibrando devem ser examinadas. Elas vibram umas 250 vezes por segundo e, para estudar o seu funcionamento, é usada uma luz que pisca, que é a VIDEOLARINGOESTROBOSCOPIA, exame rápido e indolor, que serve também para orientar o professor de canto a escolher o estilo musical de seu aluno.

As lesões encontradas nesse exame podem ser corrigidas com tratamento fonoaudiológico ou com cirurgia. E a ausência de sinusites, obstrução nasal, movimentação da língua e garganta ajudam os professores e fonoaudiólogos.

Cantores devem comer pouco à noite, até umas três horas antes de se deitarem, pois a comida pode voltar, com o ácido do estomago, e irritar as cordas vocais, fenômeno conhecido como refluxo. Como a audição refinada é o segredo do canto, uma vez que proporciona a correção da afinação, os cantores devem fazer também uma audiometria de altas frequências, que vão até 20.000hz.

Esse é o caminho para ser um grande cantor, que deve cantar com conforto, sem lesionar a garganta, e com beleza. Afinal, cantar é o tato à distância, já que se consegue tocar nos outros de longe, pelo coração!

DoutorJoseDantas
DoutorJoseDantas
Médico de ouvido nariz e garganta,atende há mais de 30 anos na Taquara, com aproximadamente 50 mil pacientes , ou seja, um terço da população de Jacarepaguá. Possui Mestrado em Otorrinolaringologia pela UFRJ, tem título de especialista pela AMB e fez sua residência no Hospital dos Servidores do Estado do RJ. É "Coronel Médico do Exército Brasileiro", tendo sido chefe da clínica e residência médica de OTORRINOLARINGOLOGIA no Hospital Central do Exército.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *