MEU FILHO AINDA NÃO FALA!
25/07/2019
O QUE É BOM PARA A VOZ CANTADA?
25/07/2019
Show all

APARELHOS AUDITIVOS FUNCIONAM?

A melhor coisa que podemos fazer por alguém é restabelecer a sua audição. A pessoa se renova uns 10 anos, deixa de ser aquela pessoa apática, voltam o brilho dos seus olhos e a sua participação no mundo.

Os aparelhos auditivos evoluíram na mesma velocidade dos telefones celulares, pois são, basicamente, a mesma coisa: um microfone, um amplificador e um alto-falante. Às vezes, quem usa um aparelho auditivo ouve até melhor do que quem tem uma audição normal, por causa de filtros que selecionam somente a voz humana.

Há pessoas que compram o aparelho auditivo e não têm sucesso. Para evitar isso, os diversos passos nessa aquisição são muito importantes.

Em primeiro lugar, a pessoa deve procurar um OTORRINOLARINGOLOGISTA, que vai limpar os seus ouvidos, já que a causa da surdez pode ser até mesmo cera no ouvido. Depois, com a realização de uma AUDIOMETRIA, a pessoa saberá o que está ocorrendo com o seu aparelho auditivo.

Muitas vezes pode haver uma infecção, uma alteração óssea, ou até um tumor do nervo auditivo e, com remédios ou cirurgia, pode-se restabelecer ou melhorar a sua audição. Quando não houver mais o que se fazer, o uso do aparelho auditivo será a solução, devendo então ser feito um teste com o uso de aparelhos auditivos, em casa, durante uma semana, sem custos para o paciente.

O valor do aparelho não deve jamais ser o critério para a escolha, sendo melhor se aguardar um pouco para comprar o mais proveito. E quando a perda auditiva ocorre nos dois ouvidos, os dois aparelhos devem ser sempre usados.

Em geral, pessoas idosas são sempre muito econômicas e acham que não precisam melhorar, por já estarem no fim da vida.

Entretanto, esse pensamento deve ser revertido pelos familiares, com insistência, pois cada fase da vida tem prazeres diferentes e, nessa fase, nada é mais prazeroso do que um bom “BATE PAPO”.

DoutorJoseDantas
DoutorJoseDantas
Médico de ouvido nariz e garganta,atende há mais de 30 anos na Taquara, com aproximadamente 50 mil pacientes , ou seja, um terço da população de Jacarepaguá. Possui Mestrado em Otorrinolaringologia pela UFRJ, tem título de especialista pela AMB e fez sua residência no Hospital dos Servidores do Estado do RJ. É "Coronel Médico do Exército Brasileiro", tendo sido chefe da clínica e residência médica de OTORRINOLARINGOLOGIA no Hospital Central do Exército.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *